Recursos para enfrentamento de...

Recursos para enfrentamento de stress

 

 

No início de março deste “ano especial” de 2020 participei do encontro com a  Dra. Ofra Ayalon, terapeuta Israelense que veio a Santos dar o treinamento sobre o método criado por ela “BASIC PH” e o uso das cartas associativas  “COPE” e “OH CARDS” em uso no seu Instituto em Israel e outras partes do mundo.

Logo, logo terminado o período de isolamento que estamos vivendo poderemos usar essas cartas metafóricas; elas são ferramentas uteis e divertidas no exercício de reconhecimento da coemergência – “o fora e o dentro surgindo ao mesmo tempo”. Um dos caminhos da psicologia projetiva.

 

 BASIC PH, são as iniciais em inglês

B – belifs = crenças

A – afection = afeto

S – social = habilidades sociais

I – imagination = imaginação

C – cognition = aprender, conhecimento

PH – physic = físico

 

 

BASIC PH é um método que apresenta 6 recursos de enfrentamento :

são canais que podem e devem ser usados para ajudar a superar

situações traumáticas reais e/ou stressantes; as pessoas

geralmente empregam uma combinação de estilos de enfrentamento para

sobreviver.

Se você se lembrar das situações que já superou vai perceber que usou como apoio uma ou mais dessas ferramentas.

A roda apresentada é preenchida por cartas, aquarelas de situações comuns da vida e assim através de imagens e palavras o trabalho vai acontecendo.

Por enquanto deixo o resumo de cada canal para você tentar incluir na tua rotina durante este período tão desafiador de convivência com o Covid 19, o novo coronavirus.

 

  • (B) A crença pode ser fé em Deus ou em um poder sobrenatural,

confiança em outros seres humanos ou confiança em si mesmo. Uma forma de se sentir protegido por si mesmo ou por outra energia.

  • (A) O afeto é a disposição interior para reconhecer emoções e sentimentos, aflitivos ou serenos, conseguir expressa-los e sentir-se acolhido.
  • (S) Habilidades sociais buscam interação com os outros nos círculos próximos ou mais amplos da comunidade; através de voluntariado, conversas de apoio, doações etc apoiar e se sentir apoiado.
  • (I) Imaginação é o núcleo da criatividade. A arte como cura. Permite-nos sonhar, intuir, ser

flexível, mudar, buscar soluções na fantasia, encontrar novas formas de lidar

com situações angustiantes, alterar circunstâncias indesejáveis.

  • (C) cognitivo depende da capacidade de pensar lógica

e racionalmente, avaliar riscos, aprender, planejar com antecedência, buscar

novas estratégias, analisar e resolver problemas.

  • (Ph) físico envolve os sentidos: o que ouvimos, vemos,

cheiramos, tocamos etc. Usar as possibilidades de esforço do corpo através de exercícios, danças, tarefas domésticas, interação com a natureza.