Medo de perder

Medo de perder

 

 

“Medo de perder é a melhor forma de não ganhar”

Ouvi essa frase da esgrimista brasileira Nathalie Moellhausen que ganhou este ano a primeira medalha de ouro no Campeonato Mundial de Esgrima na Hungria.

Porque o medo paralisa e depois vem o medo de sentir medo, e aí vêm as desculpas.

O medo de perder, de se decepcionar, de decepcionar outros.

 

Qual é o problema de perder?

Tente de novo.

No retiro de Kalachacra com Lama Gangchen depois de ter “jurado” vários votos, eu e as colegas começamos a ficar assustadas com tantas promessas que não conseguiríamos cumprir.

Qual seria o “castigo” ou penitência?.

No dia seguinte, com humildade e vergonha, fui perguntar o que iria acontecer.

Ele, rindo muito do meu nervosismo respondeu: quando não conseguir respeitar os votos, tente de novo. Simples assim.

Ganhar, perder, ganhar, perder…faz parte do jogo. Simples assim.

Esgrima é uma modalidade elegante de esporte em que o próprio perdedor, usando a expressão “touché”, se entrega avisando que foi atingido.

Simples assim, sem vergonha de perder; sem medo de perder e até ganhar.