Para que meditar?

Para que meditar?

 

 

Há vários motivos para meditar: relaxar, diminuir o stress, aumentar o foco, diminuir a ansiedade, encontrar serenidade, render mais, até aumentar a possibilidade de alcançar objetivos. Tudo isso é possível com o que hoje tem o nome de mindfulness

Tudo bem, tá valendo.

No entanto na visão mais ampla, o propósito da meditação é despertar em nós a natureza da mente ampla como o céu e nos introduzir ao que realmente somos: consciência imutável além de vida e morte.

Gosto muito da inspiração que sinto quando ouço Lama Padma Samten citar que os ensinamentos levam a encontrar a natureza que não muda enquanto tudo muda.

Na calma e no silêncio da meditação é possível vislumbrar e retornar a natureza interior profunda perdida há tanto tempo por causa das confusões e distrações da mente atarefada.

Somos escravos do tempo e das mudanças. Nada é garantido totalmente. Tudo é incerto.

É essa insegurança que nos “mata e cansaço”.

Mas existe uma forma de escapar. Sente-se em quietude, em silêncio e na confiança da amplidão.

Calma de tudo resolvido.

O silêncio dos intervalos da fala e dos pensamentos.

A amplidão da queda dos muros.

E finalmente….o encontro com o lugar que não muda enquanto tudo muda.