O susto passou….

O susto passou….

O susto passou…

 

A bem da verdade não foi um susto… foi um sustinho.

Viajei e ao lado de onde fiquei recomendaram um lava rápido; simples mas jeitoso e com a garantia que o carro não ficaria com as manchas da agua mal reciclada.

Essas manchas aparecem mais ainda num carro preto como o que uso.

Como na cidade onde vivo encontro poucos que fazem com eficiência a lavagem completa com água quase limpa, resolvi aproveitar algumas horas em que o carro estaria parado para uma limpeza geral.

Era a festa do dia dos avós….e cai na “farra” na festa da escola em minha homenagem e  para todos os outros cabelos brancos e tingidos…., depois nas lojas, depois nas conversas, depois e depois…

Voltando satisfeita com a homenagem, depois das 20h passo em frente ao lava rápido…..FECHADO desde as 17h como já tinha sido avisado, tudo escuro e o carro enjaulado solitário lá dentro…sem um segurança, portões frágeis….numa rua escura.

Esqueci o carro…..

Foi um susto !!! maior do que deveria ser, bem maior….que noite….

Foi um susto, não apenas uma surpresa.

Todos temos esquecimentos, ninguém é perfeito, se precisasse poderia pegar um uber, o carro está no seguro, o proprietário do estabelecimento é conhecido no bairro, é só um carro, por que iriam escolher justo esse carro, tudo vai dar certo etc etc etc

Repetia todas as frases que ia lembrando, fazendo as práticas mentais que conhecia, mas a serenidade não voltava…Mas amanheceu, contei os minutos e, sorrindo confiante, fui lá recuperar o carro …limpo cheiroso e inteiro, com estepe em tudo.

Como comento, é hora de aprender: qual a pior arma que o auto centramento que existe em mim, ou se quiser chamar de culpa, vaidade, vergonha, cobrança, controle….qual é a arma que usa para me deixar tão aflita?

Tinha tudo isso mas tinha muito era de desconfiança.

Durante a insônia fui revendo as decepções nas pessoas que eu mais queria confiar na infância e como isso se repetiu em outras pessoas em quem projetava a esperança…que bobinha….

Mas de mim….não posso desconfiar.

Acalmei quando recuperando o bom humor , pensei: tudo é transitório; outros sustos passaram e este também vai passar…..tudo tem uma solução…SEMPRE.

Descobrir como o auto centramento (necessidade de se sentir importante e dono da situação) te tortura e rouba a alegria é libertador, experimente!