Em19 de julho ano da pandemia

Em19 de julho ano da pandemia

 

 

O livro que tenho na cabeceira da cama é “Glimpse after Glimpse” de Sogyal Rinpoche.

Todos os dias, ao acordar e antes de dormir leio o ensinamento do dia.

O de hoje relembra a frase de Cristo:

“Peça e te será dado. Procure e encontrará. Bata e aporta se abrirá. Todos que pedirem serão atendidos; os que buscam encontrarão.”

Mas pedir é o que muitas vezes fica difícil.

Na verdade, é que não sabemos como pedir. Muitas vezes é por arrogância, muitas vezes é por incapacidade de pedir ajuda, muitas vezes é preguiça mesmo.

Mas….muitas vezes não pedimos ajuda porque a mente está tão ocupada outras questões, com distrações e confusões que a simplicidade de apenas pedir ajuda não nos ocorre.

O ponto de virada em qualquer tratamento de vícios ocorre quando a pessoa admite sua doença e pede por ajuda.

De uma forma ou de outra, todos nós somos os viciados no Samsara.

O vício de buscar permanência na impermanência, vício de buscar fama no transitório, vício de buscar segurar quando tudo se dissolve, vício de buscar a felicidade fora e se refugiar nas ilusões que a mente cria, acreditar em promessas magicas, acreditar que algo é meu, buscar segurança num mundo inseguro e vício de querer certeza numa vida incerta.

O momento que vamos receber ajuda será quando admitirmos esses vícios e simplesmente pedirmos por ajuda.

Ajuda de quem já se curou.